Buda de 600 anos emerge do lago na China

Uma estátua de Buda de 600 anos emergiu do lago Zuixian (também conhecido como reservatório de Hongmen) quando a água de 30 pés (10 m) foi drenada devido à renovação do portão de energia hidrelétrica nas proximidades.

Os arqueólogos acham que esta estátua de 3,8 metros de altura pode remontar à Dinastia Ming (1368-1644), o que espantou os espectadores de quão bem está preservada. Os cientistas pensam que o período subaquático desde 1958, quando o reservatório foi construído, pode ter ajudado a proteger a estátua de outros elementos também.

A estátua foi construída originalmente na antiga cidade de Xiaoshi, e acredita-se que seja um protetor espiritual dos dois rios que conflitam na área.



Para aqueles, surpresos como tal coisa pode ter ido para a água, a história recente da China é a resposta. A estátua foi submersa em 1960, quando o reservatório de Hongmen foi construído, e naquela época as autoridades locais simplesmente não estavam cientes da proteção do patrimônio, explicou Xu Changqing, diretor do Instituto de Pesquisa de Arqueologia da província de Jiangxi.

No entanto, ainda existem aqueles que se lembram da estátua antes da inundação. Como Huang Keping, um ferreiro local de 82 anos, que viu o Buda pela primeira vez em 1952: “Lembro que a estátua era dourada naquela época”, disse ele à Xinhua.

(h / t: cnn )

Consulte Mais informação

Uma estátua de Buda de 600 anos emergiu do reservatório de Hongmen quando a água de 30 pés (10 m) foi drenada devido à renovação do portão de energia hidrelétrica nas proximidades

Os arqueólogos acreditam que esta estátua de 3,8 metros de altura pode remontar à Dinastia Ming (1368-1644)

É extremamente bem preservado. Os cientistas acreditam que o período subaquático desde 1958, quando o reservatório foi construído, pode ter ajudado a proteger a estátua de outros elementos

envía esto a tu mamá sin contexto

A estátua foi submersa em 1960 quando o reservatório de Hongmen foi construído, e naquela época as autoridades locais simplesmente não sabiam da proteção do patrimônio

E ainda existem aqueles que se lembram da estátua antes disso. Como Huang Keping, um ferreiro local de 82 anos, que viu o Buda pela primeira vez em 1952: 'Lembro que a estátua era dourada naquela época'